Category

Dicas

Category

Cantinhos de Portugal: ADAO

Já postamos aqui um pouco sobre nossa vida em Portugal e o que fazer em Lisboa (se ainda não leu, clique aqui para ler o roteiro por Belém e aqui para ler o roteiro por Alfama). Mas hoje queremos mostrar um lugar fora do roteiro típico dos turistas. Então, se você quer conhecer um lugar diferente, aqui está: ADAO.

Sempre que saíamos da estação de barco em direção a nossa casa, ficávamos observando pela janela do ônibus uma cadeira gigante na frente de um galpão. As paredes pintadas, a porta colorida, a cadeira gigante: com certeza daria uma ótima foto. Então, aproveitamos um sábado de sol no início do outono para turistar um pouco, começando pela cadeira.

Já sabíamos que ela ficava na entrada da ADAO, a Associação para o Desenvolvimento das Artes e Ofícios do Barreiro, mas era só. Como as portas da frente estavam fechadas, imaginamos que a associação estava fechada, então ficamos apenas curtindo a entrada, com a cadeira e os grafites.

Eis que aparece um artista, saindo para passear com um cachorro e nos diz que, se quiséssemos conhecer a casa, podíamos ir pela porta lateral e falar com uma francesa que estava por lá. Demos a volta no galpão e acabamos fazendo um verdadeiro tour pelo espaço com o Severo, um africano que mora aqui em Portugal. Assim é o ADAO, um lar para artistas de diversos países.

Navio enorme feito com palitos de fósforo

O Severo nos explicou que a ADAO foi criado em 2015 no espaço que antes serviu como sede da Associação dos Bombeiros. Com a saída dos bombeiros, o galpão passou a ser saqueado e depredado. Para evitar que o prédio ruísse, os artistas conseguiram transformá-lo nesse lugar super bacana, que está em constante transformação.

Os grandes espaços e salas de trabalho que eram as oficinas e garagem do quartel, agora abraçam a criatividade de músicos, artistas plásticos, arquitetos… O galpão funciona também como casa para várias festas, algumas fechadas, outras abertas ao público.

Você pode, por exemplo, marcar um jantar para seus amigos na sala de jantar do ADAO, que fica no segundo andar do galpão, junto com as oficinas dos artistas residentes:

No primeiro andar, são vários espaços que servem como pista de dança, bar, espaço de convivência e, ao mesmo tempo palco para performance dos artistas. E tudo isso com uma decoração incrível, muitos materiais reutilizados, coisas que tinham sido abandonadas e que foram recuperadas ou que passaram a ter um uso totalmente diferente, como bancos feitos com antigas torres de computador.

O evento que estamos mais curiosos para ir é o Open Day, uma festa feita para a apresentação de novos artistas, principalmente depois de ver no Facebook algumas fotos de um open day do início desse ano:

A ADAO fica na Rua da Recosta nº1, no Barreito. Para chegar lá partindo de Lisboa, basta pegar o barco no Terreiro do Paço em direção ao Barreiro. São vários barcos ao dia, e você pode aproveitar para conhecer um pouco mais do Barreiro, como os diversos grafites, o mural do Vhils e a praia de Alburrica. Para saber mais sobre a ADAO, visite a página do Facebook.

A melhor forma de viajar pela Índia

Depois de seis meses viajando pelo mundo, já nos considerávamos experts em fazer roteiros, descobrir passeios diferentes e planejar uma ótima viagem por qualquer país. Ai chegou a vez da India e percebemos que não era bem assim! Ainda bem que entramos em contato com o pessoal da Travel Sense India, uma agência de turismo que faz roteiros de viagens personalizados.