O free walking tour pelo centro de Medellín foi um dos passeios mais legais que fizemos na cidade.

Para participar do tour, que acontece de segunda a sábado, fizemos nossa inscrição com antecedência, pelo site Real City Tours, e nos encontramos com nosso guia e a turma no ponto marcado. Como existe uma fila de espera e o tour começa pontualmente, é importante chegar um pouquinho antes, para não correr o risco de perder a vaga.

walking tour medellin

Mais do que visitar pontos turísticos, tivemos uma verdadeira aula de história da Colômbia com o Camilo, nosso guia. Enquanto andávamos pelo centro da cidade, passando por alguns pontos que não são indicados para turistas frequentar a noite ou sozinhos, Milo ia nos explicando sobre os problemas enfrentados em razão dos Cartéis e das FARC, e também um pouco da cultura paisa (denominação dada aos habitantes da região), o orgulho que a população tem de ser paisa e como conseguem sempre ver algo positivo em uma situação não muito boa.

dsc_2152

Um dos primeiros pontos que visitamos foi a Praça Cisneros, hoje conhecido como Parque de la Luz. O local, que costumava ser uma área extremamente perigosa, foi remodelado e se transformou em uma área de convívio bem agradável, sem falar na beleza proporcionada pelos enormes postes de luz.

Juntamente com a Biblioteca España e o teleférico, o Parque de la Luz é um dos exemplos que encontramos em Medellín de como a arquitetura inclusiva pode transformar totalmente a vibe de um lugar.

dsc_2111

Passeamos, também, pela Praça Botero, onde diversas esculturas doadas pelo artista – cada uma com valor estimado 2,2 milhões de Dólares – ficam expostas a céu aberto bem no centro da cidade.

Plaza Botero

Milo nos explicou como o metrô é considerado pelos moradores de Medellín uma grande conquista e é tratado com muito carinho. As escadarias da estação San Antônio ficam diariamente cheias de pessoas que ali sentam para tomar um café, observar o movimento e conversar sobre a vida.

dsc_2216

A última parada foi o Parque San Antonio. Nele, mais uma vez vimos obras de Fernando Botero, porém uma delas encontra-se parcialmente destruída. Em um atentado ocorrido em 1995 durante uma festa chamada Yo soy Cartagena, uma bomba colocada a 50m da orquestra explodiu deixando 23 mortos e vários feridos. A escultura danificada passou a ser conhecida como El pájaro herido e, agora acompanhada de outra, El pájaro de la paz, simbolizam o passado de terror e um futuro melhor.

LEIA TAMBÉM:   Halong Bay: o paraíso no Vietnã

dsc_2288

E, com isso, o Milo terminou o City Tour falando que o mais importante daquele passeio era a gente. Turistas de várias partes do mundo estarem ali, conhecendo a cidade e depois contando para amigos e familiares que a cidade mudou e está mudando. Foi muito emocionante!

Quer ver mais um pouquinho de como foi o walking tour? Então assiste o nosso vídeo:

Write A Comment