Depois de alguns dias em Bangkok, levemente acostumados com o famoso caos da Khaosan Road mas ainda hipnotizados pelas cores e pelos detalhes dos templos, resolvemos conhecer Ayutthaya.

Ayutthaya

Se essa cidade lhe era desconhecida até esse momento, não se sinta mal. Com tantas praias paradisíacas e ricos templos, a antiga capital do reino de Sião acaba passando despercebida para muitos viajantes.

Apenas um detalhe de suas várias e lindas atrações acabou ficando muito conhecido, que é a cabeça do Budha envolto nas árvores. Mas há muito mais para se ver por ali!

Ayutthaya fica cerca de 70 km de Bangkok e existem várias formas de chegar na cidade, sendo muito fácil fazer um bate e volta. Foi o que fizemos, junto com a Carol e o Vitor do Mundo por eles, mas fomos embora com o coração apertado. Então, quem tiver mais tempo e quiser conhecer tudo com calma, recomendamos passar uma noite por ali.

Tour

Como você já deve imaginar, existem várias agências que oferecem tour para Ayutthaya. Os tours que normalmente incluem o transporte, visita a vários templos em Ayutthaya e ainda um lanchinho/almoço.

Nós gostamos de visitar os lugares com o nosso ritmo e evitando grandes grupos, então preferimos ir por conta própria. Pra quem prefere a comodidade do tour, recomendamos pesquisar bastante antes de fechar. Compare preços, o que está incluído e leia muitos reviews pela internet. Chegamos a ver tours desde 600  a 6.000 baths por pessoa!

Trem

Outra opção bem interessante é ir de trem, partindo da estação de Hua Lamphong. Pensamos muito nessa possibilidade e, depois do perrengue que passamos, se pudesse voltar no tempo essa seria minha escolha.

Pelo que pesquisamos, existem duas classes. A segunda classe conta com lugares marcados, assentos confortáveis e ar condicionado. Já na terceira não existem lugares marcados (e você pode acabar tendo que viajar em pé), os assentos não são muito confortáveis e tem apenas ventiladores e janelas.

A diferença de valores, porém, é bem significativa, custando cerca de 300 bht na segunda classe (cerca de 8 dólares) e 20 bht na terceira (cerca de 0,5 dólar).

LEIA TAMBÉM:   Retrospectiva 2016

Van

Nós resolvemos ir de van, seguindo as orientações que encontramos em alguns sites, porque nos parecia uma opção rápida, barata e fácil. Mas não foi beeem assim!

Saindo da Khao San Road, pegamos um ônibus até a estação de vans que fica perto do Century the Movie Plaza e do Monumento da Vitória. Porém, chegamos lá e encontramos a estação fechada, com uma faixa escrita em Tailandês e que não entendemo bulhufas.

Foi a hora de testar nosso método de comunicação mais eficiente por aqui: inglês + mapa + gestos + sorrisos. E deu certo, mas as notícias não foram boas. Precisávamos ir para o Terminal rodoviário norte de Bangkok, que fica perto do Mercado de Chatuchak e super longe de onde estávamos.

Pegamos o BTS Skytrain e descemos na estação Mo Chit, depois caminhamos por quase vinte minutos até chegarmos ao Terminal.

Lá, foram mais algumas conversas por gestos até, finalmente, encontrarmos a van para Ayutthaya, que custou 60 bahts por pessoa. Nessa hora estávamos felizes de termos saído do hostel tão cedo e ansiosos para ver se o passeio valeria toda aquela confusão. Mas valeu!

Nos próximos posts vamos dar nossas dicas sobre o que fazer em Ayutthaya e como locomover por lá.

Write A Comment

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.