Semuc Champey significa “onde o rio se esconde na montanha”. Essa formação rochosa que cobre o leito do rio Cahabón é tão incrível que o Parque se tornou um dos destinos mais famosos da Guatemala.

Foi por causa de Semuc Champey que colocamos a Guatemala em nosso roteiro e confesso que tínhamos um certo medo de chegar lá e o lugar não ser tão lindo como parecia nas fotos. Mas não nos arrependemos nem um pouquinho!

dsc_9104-hdr

Como chegar e onde hospedar

Antes de ir para Semuc Champey, estávamos em Antigua e o que não falta naquela charmosa cidade é oferta de shuttle para o Parque. Contratamos pelo nosso hostel mesmo o shuttle que saia às 8 horas da manhã, chegando a Lanquín às 16 horas.

Lanquín é o vilarejo usado como base para conhecer Semuc Champey, por ser o mais perto (aproximadamente 10 Km). Em Lanquín há caminhonetes que fazem o transporte até a entrada do parque e cada trecho do percurso custa aproximadamente três dólares .Apesar de ser tão perto, a estrada até o Parque é bem precária e o percurso dura cerca de 1 hora.

Cobán também é usada como base para conhecer o Semuc Champey, é uma cidade maior e com uma estrutura melhor, mas fica há aproximadamente 80 Km e esse percurso demora cerca de 3 horas. Saindo de Cobán existem várias vans para Lanquín ao longo do dia, sejam shuttles ou transporte público.

Existem alguns hostels que ficam próximos ao parque e que podem ser uma boa opção. Mas tenha em mente que você estará longe de restaurantes e caixas eletrônicos, então é necessário fazer uma programação com antecedência do que você pode precisar.

Nós optamos por um hostel que fica a poucos minutos de caminhada da entrada do parque. O Greengo’s hostel tem uma estrutura interessante, com três opções de quarto (compartilhados, privados com banheiros compartilhados e suites privadas), restaurante que funciona durante todo o dia e uma área de convivência bem grande.

dsc_8836

Apenas duas coisas que não curtimos muito. A primeira é que os funcionários da recepção eram todos estrangeiros e pareciam não conhecer muito bem a região, então não souberam nos passar informações bem básicas, como o horário de abertura do parque. A outra, que impactou diretamente no nosso planejamento dos dias seguintes, foi a falta de internet. No descritivo do HostelWorld falava expressamente sobre eles oferecerem a melhor internet possível naquela área remota, porém durante todo o tempo que estivemos lá, não teve sinal de internet.

LEIA TAMBÉM:   Onde hospedar em Antígua

Como conhecer

Várias agências em Lanquín e Cobán oferecem tour de um dia, que normalmente combinam o passeio nas piscinas naturais de Semuc Champey com uma visita na Caverna de Lanquín. No nosso hostel, o tour custava o equivalente a 20 Dólares, mas esse preço pode chegar a 50 Dólares dependendo da agência e de onde se está hospedado.

Nós preferimos conhecer apenas Semuc Champey e fazê-lo por nossa conta, já que lemos antes que a área do parque é bem sinalizada. Como fomos caminhando, nosso único custo foi a entrada do parque que custou o equivalente a 6 Dólares.

Vale dizer que dentro do Parque não tem lanchonete, apenas algumas barraquinhas do lado de fora, então vale a pena levar alguma coisa para comer e beber, além de protetor solar e repelente. Existe uma espécie de cabana, no caminho para uma das piscinas, com alguns escaninhos e você pode deixar suas coisas e trancar com seu próprio cadeado. De qualquer forma, recomendamos não levar muita coisa de valor, porque o parque fica bem movimentado, mesmo durante a semana.

Chegamos bem cedinho em Semuc Champey, às 08 horas da manhã, e apesar do parque abrir às 07 horas, fomos um dos primeiros a entrar. O tempo estava meio chuvoso, o que nos deixou apreensivo num primeiro momento, mas relaxamos ao chegar nas piscinas e ver que elas eram tão lindas como nas fotos, mesmo com o tempo fechado.

semuc-champey-5

Depois de nadarmos por um bom tempo, nos vestimos para conhecer o Sumidouro. Lá, o lugar nos pareceu ainda mais mágico: um rio enorme, de águas rápidas e amarronzadas, de repente se transforma em tranquilas piscinas naturais de águas verde-esmeralda. A explicação é que há milhares de anos uma rocha formada principalmente por carbonato de cálcio despencou do alto de uma montanha, formando uma ponte natural entre o os leitos do Rio Cahabón. Com o decorrer do tempop, as piscinas de Semuc Champey foram sendo esculpidas, formando aquele lugar incrível!

semuc-champey-6

Em seguida, fizemos a trilha até o ponto mais alto do Monumento, que é tranquila, mas precisa ser feita de tênis e demora aproximadamente quarenta minutos. A vista la de cima é indescritível!

LEIA TAMBÉM:   Como chegar em Ayutthaya

dsc_9085-hdr

O tempo começou a abrir, então descemos novamente para curtir mais aquelas piscinas incríveis!

semuc-champey-2

Uma dica muito valiosa para quem quer curtir um ambiente mais vazio e silencioso é: chegue cedo! Depois de algumas horas que estávamos por ali, começaram a chegar várias famílias e grupos que estavam fazendo tours.

semuc-champey-3

Acho que nem precisa dizer que esse foi um dos passeios mais lindos que fizemos até agora, ne? Se você estiver planejando uma viagem à Guatemala, não esqueça de incluir Semuc Champey no seu roteiro. E, se você não estiver planejando, comece a planejar!

Write A Comment