Passamos 20 dias em Chiang Mai. Foi a cidade onde mais ficamos durante toda nossa volta ao mundo e vamos contar aqui um pouco como foi e dar dicar do que fazer em Chiang Mai.

Como chegar e se locomover em Chiang Mai

Como chegar

As formas mais comuns de se chegar em Chiang Mai é de avião ou de trem. Como estávamos no sul da Tailândia, em Koh Samui, pegamos um vôo direto para Chian Mai. Porém, como pegaríamos o vôo para Hanoi em Bangkok, aproveitamos para sair de Chiang Mai de trem e super aprovamos.

Pegamos o trem noturno (2ª classe) com ar condicionado e cama que e achamos bem confortável, uma experiência bem diferente de viajar de avião. Esse trem é uma ótima pedida para quem está partindo de (ou indo para) Bangkok ou outra cidade ao norte da capital, como Ayutthaya. Só não conte com o horário agendado para a chegada, as vezes eles atrasam algumas horas.

trem para chiang mai

Sair do aeroporto de Chiang Mai e ir para o hotel é super tranquilo. Claro que você pode optar por um transfer ou pedir um Uber, mas a forma mais prática, principalmente para quem vai para a Old Town, é pegar a van que sai do próprio aeroporto. Basta ir até o final do saguão, no portão 9, e você verá o stand de venda do ticket. Para os hotéis na Old Town, o ticket custa 40 bahts por pessoa (equivalente a 4 reais).

Mas se você for chegar em Chiang Mai de trem, talvez a forma mais prática seja pedir um Uber. Se seu hotel for na Old Town e o trânsito não estiver intenso, você deverá pagar entre 60 e 100 baths (ou seja, de 6 a 10 reais). Se resolver pegar um tuc tuc, tente negociar o preço dentro dessa mesma faixa.

Como se locomover

Para locomover na cidade, recomendamos caminhar sempre que possível. Não tem forma melhor de realmente conhecer a cidade do que passar a pé pelas ruas, entrar nas lojinhas e cafés que parecerem interessantes, tomar um smoothie quando sentir calor e se aventurar pelas ruelas da cidade antiga.

LEIA TAMBÉM:   Lugares perigosos

Quando o tempo estiver mais curto ou o calor estiver demais, pedir um Uber é uma ótima ideia. Além do preço ser ótimo e do alívio do ar condicionado, tem a comodidade do endereço já ir direto no mapa para o motorista. Poucas vezes pegamos tuc tuc ou red truk, já que o Uber oferece um preço tão bom que costuma ser mais baixo do que pagaríamos para duas pessoas no tuc tuc.

Onde se hospedar em Chiang Mai

A melhor região para se hospedar em Chiang Mai é a Old Town, o centro turístico limitado pelo rio. Um casal com um orçamento mais tranquilo e que quer um pouco mais de luxo e conforto, pode hospedar por pouco mais de 150 reais a diária com café da manhã. Temos ótimas recomendações do 99 The Gallery Hotel.

onde ficar em chinag mai

Aqueles que querem economizar, como a gente, pode hospedar por cerca de 35 reais em uma guest house, num quarto privativo simples com banheiro. Nós ficamos na Pakinai e achamos um bom custo benefício.

Outra área também interessante para se hospedar é no entorno da Nimmanahaemimda. Apesar de um pouco mais distante dos templos e pontos turísticos, essa região tem uma vida noturna mais agitada, cheia de bares e restaurantes.

Onde comer em Chiang Mai

Chiang Mai é cheio de cafés e restaurantes charmosos, com comida gostosa e barata, então é até difícil dizer onde comer. Até mesmo porque, se seu roteiro estiver muito corrido, é mais fácil comer no restaurante que estiver no caminho do que desviar e perder tempo.

Maya Shopping: um restaurante super famoso no shopping, para se comer comida tailandesa, é o Lanna. Porém a gente curtiu ainda mais uma espécie de feirinha que funciona no subsolo do shopping. A comida é bem gostosa, tem muitas opções vegetarianas, e tudo com preço ótimo.

Feirinha ao lado do Maya: para o fim de tarde e início da noite, uma ótima opção é a feirinha que funciona ao lado do shopping. Logo na entrada, não deixe de experimentar as bolinhas fritas de batata doce – fico com água na boca só de lembrar! – por 20 bahts o saquinho (2 reais) e também a bananinha frita. Mais a diante, você pode tomar um copo bem grande de suco também por 20 baht e fazer uma típica refeição tailandesa por cerca de 50 bahts. Sem falar na iluminação com luzinha e lanternas que é linda.

LEIA TAMBÉM:   Como comprar um sim card na Índia

Chianga mai feirinha

Yummy Restaurant: restaurante simples, da Kavil Guesthouse, que funciona somente durante o dia – uma vez estávamos lá durante a tarde e, antes das 17 horas, a garçonete nos avisou que já estava fechando. Era nosso lugar preferido para tomar café da manhã (salada de frutas + club sanduich) e ficava pertinho do hotel, na Moon Muang Rd Soi 9 com Si Phum.

Fruit Pulse: ao lado do Yummy, o Fruit Pulse tem uma pegada ainda mais natural, com sucos bem gostosos e pratos um pouco mais elaborados.

Ole Gourmet Mexican: a poucas quadras da Old Town, pertinho do night bazaar, o Ole tem uma pegada meio diferente, com uma fusão de mexicano e Tailandês. Além da uma comida gostosa, o ambiente também é super descolado, com uma lojinha de cadernos personalizados e outros itens feitos a mão bem ao lado.

ole gourmet chiang mai

Dong Madame: restaurante super pequeno e escondidinho, que oferece uma comida mais ocidental. Apesar de seus pratos serem super gostosos e com um preço interessante (na faixa de 150 baths), o que importa ainda mais é a experiência – a decoração e a apresentação dos pratos, drinks e, principalmente, dos doces.

Huen Huay Keaw Restuarant: pertinho da cachoeira Huay Keaw, foi onde fizemos nosso almoço de despedida com o André e a Flávia, do blog Online to Fly. O lugar é super agradável, comida gostosa com preço bom e, segundo nossos amigos, é ainda mais legal de ir por volta das 4 horas, tomar um café e apreciar a vista. Se você for lá, não deixe de dar uma passadinha na cachoeira. É impressionante como um lugar tão tranquilo e relaxante está tão perto da cidade!

No próximo post sobre a cidade, daremos todas as dicas do que fazer em Chiang Mai!

Write A Comment